Tenho estalos na ATM, mas não tenho dor. Devo me preocupar?

Cliques articulares

Disco "fora do lugar" que retorna à posição ao abrir a boca produzindo o estalo tipo "clic"

A pergunta do título está entre as mais freqüentes feitas aqui no blog e, normalmente, vem acompanhada do seguinte complemento:

” (…) meu dentista disse que só precisaria tratar se tivesse dor.”

No entanto, a situação é mais complexa que simplesmente ter ou não a dor. Por quê?

Porque a dor é apenas um dos sintomas das disfunções da ATM. Geralmente quando escuto uma pessoa me relatar que tem estalos e não tem “dor”, a primeira coisa que pergunto é: que tipo de dor você espera que uma pessoa com disfunção da ATM tenha?

Normalmente, o que acontece é que as pessoas, sejam elas pacientes ou profissionais de saúde, esperam que haja dor na face, nos maxilares ou ao mastigar, mas estas não são únicas regiões do corpo que são afetadas pela disfunção da ATM.  Quando me deparo com esta situação, onde o paciente diz não ter dor, é muito comum que numa rápida entrevista eu encontre queixa de cefaléia (dor de cabeça), que normalmente está sendo justificada por algum outro motivo e sendo tratada como se fosse uma enxaqueca ou uma cefaléia tensional. Além disso, uma grande parte possui também  dores cervicais, fraturas “espontâneas” de dentes ou próteses, abfrações (que são danos na base do dente próximo á gengiva e que produzem  a incoveniente sensibilidade ao frio, escovação, etc.) e, até mesmo, sintomas auditivos como tamponamento e plenitude do ouvido.

De maneira curta e rápida: se você tem estalos articulares existe uma grande chance de você estar com um processo patológico em atividade na sua ATM, especialmente se houver algum desses outros sintomas que mencionei acima (eu expliquei a respeito disso em outro tópico).

Obviamente que é preciso fazer uma cuidadosa avaliação, afinal esses outros sintomas podem ser por causa de outros problemas que não o da ATM, mas o fato é que o estalo indica uma grande possibilidade de haver danos ao disco articular e aos ligamentos da ATM, pois o tipo mais comum destes estalos ocorre quando o disco se movimenta fora de sincronia com o côndilo da mandíbula que, ao sair e/ou voltar para o lugar, gera o som de clique que caracteriza o estalo .

Esse disco é uma estrutura que lembra o menisco do joelho e, de certa forma, ambos possuem várias características em comum. É este disco que impede que haja contato direto de osso com osso, amortece e distribui as cargas mastigatórias dentro da articulação e é também o responsável por espalhar o líquido sinovial, um tipo de filtrado sanguíneo, que lubrifica e nutre todas as células da superfície da articulação, mantendo-a lisa e em perfeito estado de funcionamento.

Com a lesão dos discos e ligamentos, essas propriedades vão se perdendo e propiciando o aparecimento de um processo degenerativo, portanto, os estalos não são tão “inocentes” quanto podem parecer e merecem uma avaliação específica para isso, que é possível hoje com o avanço da odontologia na área de patologia da ATM. Portanto, se você tem estalos, é importante passar por uma avaliação mesmo que aparentemente você não tenha dor, pois além de outros sintomas, pode ser que haja um processo patológico em andamento que venha a lhe prejudicar no futuro.

Fique esperto!



Comentários postados (107)

Doutor ouço estralos toda vez que abro muito a boca, há algumas semanas venho tendo zumbidos no ouvido e ao dormir sinto o maxilar cansado. Vale lembrar que uso aparelho móvel a muito tempo. O que pode ser ?

Luiza, estalos geralmente indicam problemas internos da ATM, embora possa haver outras causas. Se você usa aparelho móvel, é importante saber quais os objetivos do uso do mesmo e qual q relação dele com a situação de sua ATM.

Atenciosamente,
Marcelo Matos
Novo site: DTMnuncaMAIS.com.br

Comente sobre este assunto

Notifique-me sem que eu precise comentar: