Placa miorrelaxante, placa de Michigan, placa estabilizadora e disfunção da ATM

Muitas pessoas fazem uso destes dispositivos mas será que eles resolvem?

Historicamente, as placas oclusais são quase tão antigas quanto a própria odontologia. Dispositivos de madeira já eram usados na idade média como mordedores para que mulheres que estavam em trabalho de parto pudessem fazer força.  Mas foi só início do séc. XX com a fundação da Sociedade Gnatológica Americana pelo Dr. Beverly B. McCollum em 1926, inspirado pelos recém estabelecidos principios gnatológicos,  que as placas oclusais ganharam mais força.

A gnatologia nada mais é que um conjunto de  observações a respeito da relação dos dentes, com as demais estruturas cranio faciais (gnathos, do grego, se refere aos maxilares e logos, significa estudo),  sendo que algumas dessas observações se transformaram em  conceitos tais como o de relação cêntrica, guias de desoclusão, e as definições de má oclusão, dentre outros. Entretanto o símbolo que marca a influência da gnatologia na odontologia  moderna é o articulador,  um tipo de dispositivo usado para tentar reproduzir as relações maxilo-mandibulares.

Articulador semi ajustável

A idéia era reproduzir os movimentos e diagnosticar os problemas de relacionamento entre os dentes superiores e inferiores, bem como permitir a reconstrução do plano oclusal do paciente, normalmente utilizando uma placa oclusal.  Muitos autores começaram então  a desenvolver suas próprias teorias e elaborar diferentes modelos destas placas para tratamentos das disfunções da ATM e bruxismo, resultando na grande variedade que dispomos hoje.

Representação esquemática do articular em relação às bases ósseas

Entretanto, embora a gnatologia tenha sido bastante revolucionária em seu início,  a visão mecanicista do corpo humano tornou essa escola do conhecimento completamente defasada em relação aos conceitos atuais de biomecânica, neurologia e fisiologia.

Atualmente sabemos que o diagnóstico não pode repousar em articuladores sejam eles semi-ajustáveis, charneiras ou totalmente ajustáveis pois, dentre outras coisas,  não reproduzem os movimentos reais humanos. As placas miorrelaxantes, estabilizadoras ou quaisquer outras construídas com principios gnatológicos, utilizando os conceitos clássicos de guias caninas e guia incisiva, desoclusão com proteção mútua, etc, em nada podem ser considerados capazes de restabelecer a função.

Estudos científicos modernos mostram que placas construídas com a mesma técnica, ajustadas da mesma forma, podem produzir efeitos completamente inverso em pacientes diferentes. Outros mostram que a presença ou ausência das guia de desoclusão seja em canino ou em grupo em nada alteram os resultados.

Em contra-partida, o que temos hoje é a capacidade de individualizar o dispositivo oclusal segundo parâmetros biomecânicos  e controlar seus efeitos por meio das leituras das respostas  funcionais de forma mensurativa, bem como através de recursos por imagem, substituindo os princípios gnatológicos pela neurologia e fisiologia contemporânea, de modo a obter uma real correção da disfunção da ATM.

Portanto se você já usou placas e não obteve resultado, é bem provável que, além de ter passado alguma coisa despercebida na fase de diagnóstico, elas tenham sido construídas com princípios gnatológicos e os resultados ficaram comprometidos.

Fique esperto!



Comentários postados (95)

Boa Noite Dr.

Fui até um especialista em ATM e ela me passou o uso da plaquinha, primeiro pediu exames depois a plaquinha, queria saber quanto mais ou menos custa uma plaquinha? e se é dificil a adaptação.

Obrigada
Daiane

Daiane, essas são perguntas que você precisa fazer diretamente ao seu dentista, pois eu não sei qual foi o planejamento terapêutico que ele fez para você…

Atenciosamente,
Marcelo Matos

oi,a minha custou R$400, mas o meu dentista é bem fresco e careiro.

Oi eu vou ter q usar essa placa é minha dentista cobrou 300 reais mais só ah placa, ela ñ vai cobrar a manutenção essas coisas.

A plaquinha em sí não custa nada! É simplesmente uma plaquinha de plástico… O que custa caro é o tratamento todo que o seu dentista está fazendo! Colocando em prática todo o conhecimento clínico e científico adquirido ao longo do tempo, para tentar melhorar a sua qualidade de vida!

eu tenho um irmao que reclama que sente como um choque na cabeca e agulhadas depois ele apaga fica fora do ar m auguns minutos ele volta a funcao e fala muito gastura na cabeca o que pode ser? isto ele acha q tem um tumor na parte do aprendezagen muito dificil obrigada

Maria, isso pode ser muitas coisas diferentes. Sugiro que procure um neurologista o quanto antes.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Doutor tenho Bruxismo à muitos anos e nos ultimos meses sinto muitas dores nas mandibulas e cabeça e as vezes no ouvido. Depois de ir a vários médicos e nada de melhora, no final de tudo fui ao dentista e ele me passou uma plaquinha que ele mesmo fez e não tive melhora, fui então a outro dentista e ele disse que placa que estava usando era muito dura por isso não tive melhora então ele fez uma mais mole melhorei mas ela em menos de um mês ela se rasgou e furou e resecou, resultado final voltou as mesmas dores. Por farvor me oriente que devo fazer ?

Paulo

A questão é que não se trata apenas do material da placa. A questão é outra… Por exemplo: qual é o efeito que a placa está produzindo nos seus músculos? Como esse efeito foi medido e controlado? Como sua placa influencia (ou não) na sua mastigação? Qual o objetivo da placa? Correção? Paliativo? Alteração da postura da mandíbula?

E como se não bastasse todos esses critérios ainda é necessário saber qual é a relação do uso da placa com o diagnóstico do caso, pois certos problemas não serão corrigidos com placa oclusal.

Sugiro que dê uma lida nesse tópico aqui: Plaquinha resolve?

Quanto ao que fazer, o ideal é rever o diagnóstico, para saber o que, de fato, se pretende tratar e se o caminho que está sendo seguido é o melhor. Pelo termo diagnóstico entenda que não é apenas dizer que é bruxismo. É preciso saber se esse bruxismo é uma sequela de um problema na ATM ou se é relacionado a alguma outra coisa, como certas características neurológicas individuais, medicamentos, bem como alguns fatores psicossociais.

Portanto a coisa é um pouco mais complicada que só usar uma plaquinha…

Atenciosamente,
Marcelo Matos

PREZADO SENHOR DR.MARCELO MATOS, SOLICITO DO SENHOR O TELEFONE DE UM FABRICANTE DE PROTESE DE ATM, OU REPASSE OS MEUS DADOS PARA UM FABRICANTE DO SEU CONHECIMENTO, É QUE SOU REPRESENTANTE DE PROTESE E AQUI NO MARANHÃO É MUITO CARENTE ESSE TIPO DE PROTESE.

SOLICITO POR GENTILEZA A SUA AJUDA.

GRATO.

PAULO R GOMES
fones: 98/32314695 e 32228590 e 88049868

Caro Paulo Gomes

Infelizmente, como eu não trabalho com a parte de prótese de ATM, não tenho contato com fornecedores deste tipo de material.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Doutor Marcelo tenho DTM e meu médico me mandou usar uma placa miorrelaxante, pois sinto muita dor de cabeça, ouvido e ao mastigar também. Não posso fazer cirurgia porque sou muito nova, e poderia vir a agravar meu caso. Qual é o melhor modelo no mercado?
Desde jhá agradeço.

Suanne, vôce perguntou:

Qual é o melhor modelo no mercado?

Não existe isso de “melhor modelo do mercado”. O que existe é placa que produz a resposta biológica que interessa ao tratamento e a que não produz e, para saber isso, é preciso utilizar-se de recursos que permitam ao profissional medir e avaliar uma série de parâmetros funcionais relacionados a essa resposta biológica da placa.
Dificilmente algo pre-fabricado, pronto, irá servir em nível individual. Talvez fique um pouco mais claro para você se ler esse texto aqui:
Plaquinha resolve/

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Olá Dr. Marcelo Matos
Tenho um ato de apertar os dentes, sem querer .. isso causou em mim muitas dores de cabeça diariamente, dores no ouvido, se eu mastigar de forma demorada, tenho que parar imediatamente devido a dores e gasturas
ja senti estalos em minha face, e sinto muita dor na face diariamente .. procuro um especialista em minha cidade(que não tem em dtm), mas o que dentistas me passam é medicamentos. Uso aparelho, e ja não sei mais o que fazer ..
Além de minha necessidade de um conselho, necessito saber onde posso encontrar seu consultorio.
Já chorei muito, pq este sofrimento é diario.
Desde já agradeço

Olá Laíla

Eu sei que é difícil, mas não se desespere. É importante que você saiba que há tratamento para a maior parte dos casos que envolvem a ATM com boas possibilidade de melhoras, desde que se descubra o que exatamente está acontecendo. Sem isso, qualquer tentativa de tratamento pode trazer novas sequelas ou simplesmente ser apenas paliativo.

Quanto à localização do meu consultório, basta você entrar em contato pelo telefone (71) 3248-4434 e falar com a secretária. Terei o maior prazer em poder te ajudar.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Dr Marcelo,

8 anos tras tive uma luxacao da ATM, que evoluiu para um processo de dor cronica, pra encurtar acabei fazendo uma artroscopia bilateral da ATM, devido as dores que sentia na regiao da face, principalmente de origem muscular e ouvido. Usei placa miorelaxante por mtos anos após esta cirurgia.
As dores melhoraram, apesar de nunca mais ter sido uma vida normal, no ultimo fds senti uma dor forte novamente. Agora me encotro novamente no dilema de como combater essas dores diarias, que nos levam ao desespero.
Na consulta com o buco maxilo e ortodontista fica claro para os dois que a oclusao minha é ruim e portanto o provavel diagnostico e aparelho por um periodo e cirurgia ortognatica depois…
Ja realizei radiografias, tomografia, modelos etc
Infelizmente sao muitas duvidas, algum conselho ? obrigado

Olá Jean

A cirurgia ortognática combinada com a ortodontia é, quando bem indicada, uma excelente opção para tratar as más oclusões e desproporções faciais, no entanto esse tratamento pode não ter nenhum impacto favorável na resolução do problema na ATM. O que acontece é que por anos, a odontologia achou que a má olcusão seria a causa dos problemas na ATM, de modo que muita gente ainda pensa assim. Hoje sabemos que muitas vezes os problemas olcusais são, na verdade, consequência do que ocorre na ATM como, por exemplo, uma mordida aberta secundária a um processo degenerativo (dê uma lida nesse tópico aqui: Cirurgia ortognática – devo fazer? ). Nesse sentido, tratar a consequência, pode não ajudar muito.
Isso NÃO quer dizer que não se possa fazer uma cirurgia ortognática! Sim, se pode! Mas para solucionar problemas oclusais e esquléticos DEPOIS que a ATM já tiver sido tratada e de ter recuperado a saúde articular. Isso vai muito além de apenas melhorar a dor, como você pode ver no link que apontei logo acima.

Você escreveu: “Ja realizei radiografias, tomografia, modelos etc” e ” (…) algum conselho?”

Bom, talvez o que precise seja por todos esses aspectos (as informações dos exames) e mais alguns outros em conjunto e, a partir daí verificar o que pode (ou não) ser feito.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Dr Marcelo,

inciei um tratamento com um especialista em dor orofacial na regaio de campinas, no momento inicial, foi trocada a medicacao para o uso apenas de miosan a noite, em casos de crise utilizar dolamin flez durante o dia.
Além disso iniciei um tratamento fisioterapico com tratamento a laser e massagens na regiao da atm. Senti uma melhora grande nos dias iniciais, acho até qu em si as dore melhoraram, este tratamento esta ainda apenas no inicio, tem outras etapas, como placa especifica, bem como neuro, talvez laboratorio do sono etc, uma abordagem mais ampla d etratamento, mas sem cirurgia ou metodos invasivos.
Deicei o cirurgiao que sugeriu a ortognatica de lado no momento.
O que o sr pensa dessa nova abordagem ? Acha que devo sugerir ao dentista uma RMN para outra averiguacoes, o mesmo me disse que acha esta muito valida, embora nao tenha pedido ainda neste momento, com 2 semanas de tratamento. O tratamento no caso leva cerca de 3 meses explica o medico.
O sr acha que esta abordagem vai muito mais em direcao apenas da dor e nao da causa ou como lhe disse co medicacao para fase aguda inicial, fisio, neuro etc podemos chegar a uma conclusao melhor ?
Tenho tido oscilacos de dor mais e menos aguda, isso indica algo ?
Ja que nao conhece ninguem em Campinas, conhece em SP um profissional ?
Obrigado
Jean

Olá Jean

É difícil dizer o que eu penso, pois como já comentei em alguma outra postagem, não sei qual é o seu diagnóstico nem te avaliei pessoalmente, mas pelo que entendi você está passando por uma abordagem não invasiva e multidisciplinar, correto? Logo se está tendo resultado e se você confia nos profissionais que você escolheu, então é importante você dar chance a eles e deixar o tratamento se desenvolver para só então você reavaliar.
Dito isso, torço para que tudo dê certo e fico no aguardo para ouvir boas notícias suas em breve.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Dr Marcelo,

Na verdade ainda nao fui ao neuro por ex, iniciei fisioterapia e estou tomnado miosan a noite a dolamin de manha, na verda as dores aliviaram um pouco,mas ainda asssim tenho dores, parece que a abordagem vai ser multidisciplinar sim, mas por entqo estou nessa fase ainda. Qto a confinaca no profissional é sempre uma questao complicada , uma vez que nessa area nos como pacientes recebemos tantos diagnosticos dispares que fica dificil p nós como pacientes sabermos se estamos ou nao no caminho certo.Tambem nao fizemso ainda oma Ress. magn, estou pensando em pedir ao medico p vermso se ha algo ali que possaa mostrar algo, pelo que entendi ele parece entender que o problema esta nos musculos, se nao me engano o dignostico de biopsicosocial, ou algo similar, realmente nao sei se é so isso ou nao, infleizmente nso pacientes com dor ficamos sempore na esperanca de que vamos conseguir nos livrar da dor, passamos por isto e por aqui e depois de meses muitas vezes é so mais uma frustracao.Realmente fica dificl dizer p nos se esta certo ou errado, a unica verdade que sei é que mesmo com miosan e dolatin ainda sinto dores, talvez amenizadas, mas elas nao somem. nao sei se esse probleam é psicologico ou fisico ou ambos, sei que sinto dor, alem disso qdo abro a boca uma pouco mais qdo bocejo ela estala. Na verdade fica dificl dizer. Liguei em seu consultorio, falei com sua secretaria e deixei meu nuero, pois o sr nao estava para talvez pelo mesno inicialmente tenatr bater uma pao a distancia para deposi eventualmente me locomover ate a bahia.
Um abco

JP

Dr Marcelo,

vceja proposta de tratamento :

Protocolo de DTM Muscular:
– equilibrio funcional da ATM
– controle da musculatura mastigatória
– PLACA acrilica – musculo e ATM.
– controle da postura
– fisioterapia aplicada às DTM
– Possibilidade de medicaçao = ADT / Rlx mm (miosan 10 mg)

Protocolo para Neurite periferica face:
Bloqueios e medicaçao AIES.
TEMPO DE TRATAMENTO: 10 – 12 semanas

Comportamental e cognitivo – ansiedade e hábitos parafuncionais.
Avaliar semanalmente os resultados
Ajuste e adaptação da placa oclusal
Controle do medicamento e resultados.
Diminuir o estresse e carga nos músculos afetados.
Obs. 1.Incluidos ate 6 sessoes de fisioterapia.
2. bloqueios em caso refratário –
Indicaçao NEURO – avaliar dormência braço direito / hipoestesia hemi-face / Cefaleia

Pode comentar sua visao da proposta em relacao ao processo de dor que sinto hoje ?

Obrigado

JP

sera que esta é o caminho certo ? pelo que li aqui no seu site este parece ser mais um engano comum do que na verdade uma abordagem correta e definitiva par ao problema,talvez paliativa, este odonto pediu 3 meses de tratamento.
Pode opinar sobre o acima exposto ?
Na verdade ja estou cansado de sofer com dores, acham que estou talvez no caminha certo e talvez nao estar e continuar com dores e gastando dinheiro apenas…me ajude, sera que devo insisitir por este tempo, sera que posso ser availado por vc antes de qq coisa ? tentei hj novamente ligar p seu consultorio.obrigado

Jean

Conforme conversamos, é preciso dar tempo ao seu dentista, para que ele possa progredir com o tratamento.
Aguarde os primeiros resultados, até porque pelo que você postou, o plano de tratamento não envolve procedimentos invasivos de maior risco. Assim, se o Dentista lhe passou confiança e você sentiu que ele está dando o melhor de si, dê uma chance, ok?!

Boa sorte e aguardo notícias por aqui.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Olá Dr Marcelo.
Estava na net procurando informações sobre ATM pois fui a um médico há 5 meses atrás e ele me passou uma placa de acrílico para usar, alegando que eu tinha DTM; desde lá, uso essa placa e quase que todos os dias (pra não dizer todos) ainda sinto uma sensação de aperto e peso na mandíbula usando ou não a placa. Preciso de ajuda. Não posso viver tomando dorflex todos os dias. E as vezes, sinto que não consigo abrir a boca direito (só uns 2 centímetros no máximo).
Sou de Recife. Por favor me indique um profissional especialista em ATM que me socorra e me faça ter qualidade de vida. Não sou mais a mesma pessoa alegre e disposta que eu era.
Fique com Deus e obrigada.

Marinete

Tratar uma DTM não é só colocar uma placa e pronto… Até porquê a expressão “DTM” é um termo genérico para várias doenças diferentes que acometem a articulação da mandíbula de modo que para se conseguir um tratamento realmente eficaz, é necessário identificar que doença é essa e, a partir daí, planejar um tratamento específico. Leia este tópico aqui para você entender melhor: Plaquinha resolve?

Quanto à indicação, eu não conheço um nome para te indicar aí em Recife. Os dentistas que estão mais próximos de você e que sei que podem te ajudar é o Dr. Bruno Cabus e o Dr Henrique Guimarães ambos em Maceió ( henrique_guimaraes@bol.com.br e brunocabusgois@uol.com.br )

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Dr. Marcelo,

É constante o uso de placas interoclusais no tratamento de bruxismo. Contudo, existem prós e contras para o uso destas em parafunções de apertamento. Gostaria de saber como indica as placas para seus pacientes e como se dá o tratamento para aqueles que pioram com o uso delas. Digo isso pois parti do pressuposto que muitas pessoas não se adaptam as placas ou muitos profissionais indicam o uso de placas com uma avaliação errônea, aumentando a sintomatologia de DTM ou Dor Orofacial. Placas que impedem o serrar dos lábios desencadeiam uma hiperatividade do músculo orbicular da boca e da alça formada por este músculo juntamente com o bucinador e o constritor superior da faringe. Resulta-se em uma rotação posterior de crânio podendo gerar dores suboccipitais e temporais por hiperatividade muscular.

Olá Ft. Vinícius!

Você perguntou: ” Gostaria de saber como indica as placas para seus pacientes e como se dá o tratamento para aqueles que pioram com o uso delas. Digo isso pois parti do pressuposto que muitas pessoas não se adaptam as placas (…)”

Bem, esse pressuposto basicamente não se aplica em minha prática diária, pois é extremamente raro algum paciente meu não se adaptar à placa, de tal modo que não tenho problema com isso.

Entretanto, trabalho de uma maneira diferenciada com as placas onde as mesmas não são construídas com conceitos gnatológicos tal qual a “famosa” placa miorrelaxante. Eu não as uso.

O foco do minha terapêutica é diagnosticar e tratar a patologia da ATM que está por trás da disfunção. Se você tem interesse em conhecer esse tipo de abordagem, lhe convido a participar do workshop em patologia da ATM, no dia 30 de março aqui em Salvador.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Olá!
Seguinte: ah um mês venho sofrendo. Inicialmente percebi que estava mordendo a bochecha e a lingua, fui ao dentista e esta me falou q precisava extrair o siso superior ( procedimento q a mesma acabou fazendo), depois me informou que precisaria usar tb o tal aparelho movel isto tudo foi feito.. mais acabei parando num hospital p/4dias e o bucomaxilo de lá me disse que tenho ATM e Cefalgia tencional, estou fazendo fisio ((( mais agora ñ consiguo falar direito e nem mastigar))) pois tenho espasmos musculares, me ajudem o que faço agora se o buco diz que não tenho nada q isto é psicologico ???

Nilde

O melhor é você procurar um profissional com experiência em patologia da ATM, que tem uma abordagem bem diferente do bucomaxilo e do ortodontista em termos de tratamento. Além disso, o que acontece é que é preciso saber primeiro que tipo de problema há em suas ATM´s antes de tentar qualquer procedimento, justamente para evitar agravamentos.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Boa noite doutor,
Fui ao bucomaxilofacial a pedido da minha otorrinolaringologista. Foi constatado uma mordida cruzada. Além disso, ele alegou que a musculatura da minha mandibula não relaxava quando eu dormia. Resultado: Ele indicou 2 placas, miorelaxante e mioestabilizadora.

A minha pergunta é a seguinte… existe diferença entre essas placas? Elas realmente são indicadas para esse tipo de tratamento?

Apos as placas terei que usar aparelho.

[]s Rodrigo

Rodrigo

Existem diferenças entre placas mesmo que sejam teoricamente do “mesmo tipo” construídas em momentos diferentes para um mesmo paciente. De igual maneira, o mesmo modelo de placa pode ter efeitos diferentes em pessoas diferentes. Isso acontece porque o sistema nervoso percebe microdiferenças na boca, basta lembrar de como um fio de cabelo ou uma restauração um pouco mais alta, que alteram apenas alguns micrômetros na boca, não passam despercebidos e podem ser bastante incômodos.
Assim, o que irá fazer, realmente, a diferença entre uma placa e outra é a capacidade do dentista medir a resposta que cada uma delas induz no sistema mastigatório, ou seja, como afetam os músculos e a mastigação.

Converse com seu dentista sobre este aspecto e tire suas dúvidas.

Dê uma lida neste texto aqui: plaquinha resolve?

Dr. Marcelo, se possivel me esclareça algumas dúvidas… Sempre acordo com dor na arcada dentaria, no decorrer do dia passa. Então o dentista me sugeriu uma placa para dormir. Mas achei o modelo diferente, é mais larga,ocupando parte do ceu da boca. Sendo assim, impede que minha deglutição seja funcional. Existe realmente esse modelo? Qual é o objetivo da placa, deve haver algum ponto de contato específico da arcada superior com a inferior? ou deve existir contato em relação a todos os dentes da arcada superior com a inferior? grata, Lucia

Lúcia, existem centenas de modelos de placa na odontologia, cada uma com uma proposta diferente da outra. Se a sua não está produzindo o efeito esperado, você precisa conversar com sua dentista a respeito, pois ela poderá tentar melhorar a situação.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Bom Dia Dr. Marcelo.

tive várias crises dolorosas de ATM, e após o meu dentista solicitar confeccionei a placa miorelaxante, pois ao dormir costumo apertar muito os dentes, já cheguei a quebrar e desgastá-los, e dias sem condições de me alimentar direito devido as dores.
Porém o custo da placa era muito alto, resolvi então fazer com um protético, e parece estar torta, não encaixar direito nos dentes superiores do lado direito, gostaria de saber se ela deixa a mordida realmente aberta, pois não consigo nem fechar a boca a noite.
Resumindo não consegui utilizá nem por uma noite, será falta de costume, ou então ajuste.
Desde já agradeço a oportunidade e aguardo um retorno.

Juliette

Pense o seguinte: é confortável ficar com um fio de cabelo na boca? Creio que não. Sabe por quê? Porque o nosso sistema de percepção é capaz de identificar tudo que está errado ou é estranho ao nosso corpo, mesmo que seja uma coisa mínima como um fio de cabelo!
É por isso que um dentista estuda muitos anos para saber como fazer uma “placa” funcionar em um determinado paciente. O protético aprende apenas a construí-la, mas não sabe fazer o diagnóstico da situação e consequentemente não tem como incorporar na placa os elementos que farão a diferença no seu tratamento.
Por outro lado, um dentista que tem experiência em patologia da ATM, é treinado para entender em que situação usar a placa, como contruí-las, como adaptá-la ao paciente e como analisar as repostas que o organimso produz frente ao tratamento. Não é nada fácil tratar as doenças da ATM, mesmo levando em conta todo estas questões que mencionei, imagine colocar uma placa na boca sem maiores mensurações e testes funcionais… É loteria isso dar certo!

Resumindo, você está pagando pelo risoc que você assumiu…

Atenciosamente,
Marcelo Matos

dr. nunca tive problemas no maxilar ou de mordida torta, pelo contrario minha mordida sempre foi certa, mas de uns meses pra cá meu maxilar faz barulho quando abro e fecho a boca, parece estralar, fui em um dentista, ela me disse que é problema na atm e que preciso colocar aparelho por que estou com a mordida torta, mas não me parece muito certo colocar aparelho se o problema é na atm, será que ela está certa? se eu colcocar o aparelho fixo nos dentes vou resolver o problema na atm? devo procurar outro especialista? e qual devo procurar? porque não entendo muito bem disso, e existem varias especialidades como odontologista, ortodontologista, dentista entre outros, qual eu devo procurar? obrigado pela atenção

Giseli Silva

De fato, na maioria das vezes não é a mordida torta que provoca os problemas da ATM. Ao contrário, uma ATM com problemas é que termina por prejudicar o encaixe dentário. Assim, o tratamento da ATM requer técnicas de tratamento próprias para restabelecer o estado de saúde e só depois, se ainda houver necessidade, é que os dentes podem ser alinhados com aparelhos.

Sugiro que você procure um dentista com experiência em patologia da ATM ou um especialista em DTM e Dor Orofacial.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Boa Noite Dr. Marcelo,
Ja senti vários desconfortos mandibulares e o dentista me disse que eu tenho problema de ATM, ele me disse que eu tenho que usar a placa miorrelaxante por uns três meses e depois usar aparelho ortodontico por uns dois anos, sobre o problema da ATM ja tinha me dito agora sobre o aparelho ortodontico não. Vc acha que o aparelho também melhora esse problema.

Uberlânia

Aparelho ortodôntico apenas alinha os dentes, mas não trata a ATM. Sugiro você ler esse tópico aqui: Tratamento ortodôndico e disfunção da ATM

Atenciosamente,
Marcelo Matos

dr sofro de dores na regiao do ouvido e pescoço e principalmente na”junta”proximo ao ouvido procurei um ortodontista que me disse que sofro de briquismo pelo fato de apertar os dentes invontariamente o dia todo e tbm durante a noite tenho apinhamento leve nos inferiores frontais e uma leve mordida torta,mas ele me disse que isso nao influencia em nda minhas dores e me receitou o uso de uma placa inferior durante o dia e a noite tbm,durante qto tempo seria o correto o uso delas durante o dia ja que é muito incomodo?

Crislaine

Exitem placas de todos os tipos e modelos na odontologia. Cada uma com sua teoria e suas formas de uso, desde aquelas que só se usa para dormir, como outras de uso em tempo integral, passando por modelos de uso parcial diurno, outras combinadas com funções ortopédicas e ortodônticas, etc. Enfim, se você escolheu o seu dentista de livre e espontânea vontade e confia nele (a), o melhor é seguir as recomedações que ele(a) te passou, afinal foi quem fez sua avaliação e diagnóstico.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

ola dr,td bem, enviei um email e não consigo achar a pagina; párabenizo por essa atitude nobre de a nós tão leigos sermos esclarecidos,já não sei a quem recorrer pois perdi a confiança nos dentistas,cada um fala uma coisa um diz que tenho que tirar o dente do ciso depois os caninos, a atm me judia dia e noite e tenho medo de ser tratada por qualquer profissional e o quadro piorar, pena que vc não atenda em sp,sera que seu usar placa miorrelaxante a dor ameniza , obrigada ;

Joseane

De repente, a dor pode até diminuir temporariamente, mas isso não significa que o problema tenha sido resolvido ou esteja sob controle. Sobre placas oclusais, sugiro que leia esse tópico aqui:

Plaquinha resolve?

Atenciosamente,
Marcelo Matos

eu uso a plaquinha faz mais ou menos 1ano e não mudou em nada.essa plaquinha funciona memo?

Bárbara

Dê uma lida nesse tópico aqui: Plaquinha resolve?

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Sou estudante de pós graduação e estou fazendo monografia sobre DTM, preciso de figuras e artigos em portugues sobre placa estabilizadora e de michigan, desde já agradeço atenção.

Dr. Marcelo

Gostaria de saber aqui em Recife onde posso fazer a compra de uma placa dessas. Não conheço nenhuma clínica especializada.

Obrigado desde já!

Samantha

Desconheço quem venda placas….

Att.,
Marcelo Matos

Olá, gostaria de saber quantos dias apos uso da placa eu vou começar a ter melhorar? Sinto muitas dores de ouvido e no maxilar a 4 anos, estou em um tratamento em um clinica especializado a 2 meses, fiz sessoes de tens e ainda continuo com o laser, e a 1 semana começei a usar uma placa reposicionadora, fiz alguns exames e o que mostrou foi que do meu lado esquerdo ontem sinto as dores o espaço entre o disco articular o condilo mandibular está muito pequeno , o do lado direito ainda esá normal, e tenho bruxismo(que foi compravado tbem nos exames) mudei meus habitos já, tanto de roer unha(que era muito), tanto de se apoiar a mão na face, mastigar dos dois lados, bala, chiquets, qualquer coisa muito dura já esta fora do meu cardápio, chimarraão , e fico me policiando o dia todo para nao apertar os dentes. Bom no inicio do tratamento tive uma melhora na dor( já que sinto dores diarias, alguns dias suportaveis, outros não) mas conforme o tratamento foi avançando , as dores aumentavam e diminuiam , agora estou com a placa a mais ou menos uma semana, nos primeiros dias sentia muita dores nos dentes e pouca no ouvido, agora sinto fortes dores no ouvido e no maxilar, meu dentista me disse que a placa começa a fazer efeito depois de 2 semanas de uso. Bom, eu tenho que me cuidar em todos aspectos, exercicios eu ainda nao consigo fazer, no dia que fiz voltou as dores, e essas seamna eu tomei 2 cuias de chimarrao , o que é uma coisa que ele me orientou a nao fazer, mas pensei que não teria problema, eu fiz um pouco de esforço pra tomar e foi o suficiente pra me deixar de cama por 3 dias. Por fim gostaria de saber se o tratamento de acordo com o que tenho está de acordo, e se minhas recomendações também estão, e o tempo de melhora com o uso da placa. Já fui em outros profissionais e não tinha melhor, mas tbem nunca fizeram exames, faziam uma placa bem mal feita sem nem tirar as medidas corretas e só, nesse estou me esforçando ao maximo para ter melhora, pq muitas pessoas pensam que é um simples dor, nada de mais, mas pra gente que sofre com isso todos os dias é algo que não tem explicação, como eu já escutei.. a atm não leva a morte, mas ela tira nossa vida.

Muito obrigado pela atenção
Bárbara

Bárbara

Você perguntou: “(…)quantos dias apos uso da placa eu vou começar a ter melhorar?”

Isso vai depender da placa estar realmente calibrada para funcionar no seu organismo ou não. Se ela estiver, as mudanças podem acontecer o quanto antes, do contrário os sintomas continuam. Agora, como saber se a placa está calibrada?

Para saber isso, o dentista precisa ter formas de medir o efeito que a placa provoca na sua musculatura, na sua mastigação e nos movimentos de sua mandíbula. Não basta apenas construir uma placa e pôr na boca, como se a placa sempre fosse perfeita e sempre produzisse os mesmos efeitos. Por melhor que tenha sido construída, é preciso verificar se ela cumpre a função a qual foi destinada e se está bem correlacionada com as necessidades da ATM. Com isso, é possível descobrir o porquê de um determinado paciente não está melhorando ao longo de um tratamento e fazer as correções necessárias.

De qualquer forma, dê tempo ao seu dentista para seguir com os procedimentos que foram planejado para seu caso.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

tenho dificuldade em abriar a boca principalmente quando acordo essa semana forcei tanto o maxilar que deu um estralo agora quando abro a boca faz barulho dentro do meu ovido direito espece de um barulho de trincado e meu ovido pareçe que tem agua gostaria de saber se meu maxilar pode se deslocar e xegar a se soltar?

Olá Diana
Esses barulhos indicam um provável problema com algumas estruturas internas
de sua articulação que precisam ser avaliadas por um profissional que,
inclusive, poderá lhe dizer melhor a respeito da possibilidade de vir a
ocorrer deslocamentos.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Prezado dr. Marcelo
Sou ortodontista e faço uso de placas para bruxismo em pacientes que necessitam desse aparato. Entretanto tive algumas experiencias negativas com as placas de Michigan, pois após um periodo de uso o condilo começou a alterar sua posição gerando overjet dentário, devido a distalização condilar. A partir dai, passei a usar placas com toque em todos os dentes sem as guias de excursão. Você tb tem essa percepção? Que com as guias na placa a tendencia é acabar havendo uma desprogramação?
obrigada pela atenção

Cara colega Marilia
O tema da desprogramação é um pouco mais além da questão das guias e complicado para discutirmos apropriadamente aqui, no entanto, minha resposta é sim, compartilho em parte da sua percepção e experiências negativas com placas miorrelaxantes.

Acontece que a questão principal é: como medir os efeitos de uma placa, seja ela qual for (Michigan, reposicionadora, jig, planas, etc) num determinado paciente? O que ela produz na musculatura do paciente em questão, corrige simetria muscular, induz uma hipoatividade? Corrige os ciclos mastigatórios ou a cinemática?

Na odontologia, é muito comum que se acredite que um determinado tipo de placa tem um efeito “X”, que outra tem efeito “Y”, mas não é assim. Duas placas construída sob os mesmos preceitos terão efeitos diferentes em pacientes diferentes e também no mesmo paciente em momentos diferentes… Sem mencionar que tudo irá estar relacionado ao diagnóstico da situação articular. Por exemplo, se o paciente tem um processo degenerativo de origem auto-imune, ocorrerá uma resposta biológica diferente com relação ao uso de placa comparado com outro paciente que também possua um processo degenerativo, só que de origem traumática… Ou seja, o diagnóstico diferencial faz toda a diferença.

Tendo em mente essa questão da possibilidade de medir os efeitos biológicos da placa, a discussão sobre desprogramação muda completamente. Você perguntou: ” Que com as guias na placa a tendencia é acabar havendo uma desprogramação?”. Isso vem da idéia gnatológica de que a propiocepção periodontal “anulada” pela presença de guias, ou mais tradicionalmente do Jig de Lucia, levaria a mandíbula a buscar a posição “desprogramada” por ação da musculatura. Entretanto ,sabemos atualmente que não é assim. Se você começa a medir a atividade muscular dos pacientes ditos “desprogramados” com jig de Lucia, placas lisas ou com guias, irá descobrir que elas produzem a mais variadas alterações musculares… Todas elas inadequadas para considerar que a mandíbula esteja na posição correta.

Este tema e muitos outros costuma ser discutidos em Workshops que ministro com frequência em conjunto com o prof. Dr. Jorge Learreta. Em breve iremos realizar um, possivelmente no Rio de Janeiro, em função de debates similares que ocorreram no grupo de DTM e dor orofacial do Facebook, para que os colegas possam entender ou conhecer essas aspectos que abordo aqui no blog. Se lhe interessa, lhe aviso quando estiver com a data definida.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Boa noite!
gente estou usando a plaquinha há 8 dias, não sei explicar exatamente, mas noto uma mudança quando estou com a mesma, não sinto o desconforto da mordida digamos que tranxa, e até os estalados e o travamento nem percebo. Acredito que este tratamento esteja fazendo efeito mesmo sendo muito cedo pra ter certeza. No entanto, pergunto ao doutor, se existe algo que eu e todos os usuarios de plaquinha deva saber, se tem algo a mais que possamos fazer para auxiliar no tratamento além do uso da plaquinha 24 horas por dia?

Obrigado,

Danilson

Danilson

Essas recomendações irão variar de acordo com o diagnóstico e planejamento de cada caso e o tipo de placa que é usado. Agora, um ponto importante é com relação à limpeza, especialmente nos dispositivos de uso contínuo, para evitar cáries e placa bacteriana.
No mais, com relação aos aspectos individuais, o melhor é conversar com quem está lhe tratando.

Att.,
Marcelo Matos

Dr. Depois de varios sintomas: enxaqueca, rigidez no pescoço, dor nos ombros e braço, fiz uma ressonância que acusou subluxaçao bilateral de disco com redução. Já estou em tratamento com placa e fisioterapia, mas gostaria de uma segunda opinião. Vc pode me indicar um dentista no Rio de Janeiro?

Carla, observe que se for uma enxaqueca verdadeira, ela não é causada pelos problemas da ATM. É um problema independente, embora possa estar agravado pelo resto do quadro. De qualquer forma, vale uma segunda opinião. Te mando o contato por e-mail.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Marcelo, sofro de bruxismo a mais ou menos 1 ano, fui no dentista e ele me recomendou a placa miorrelaxante. Estava esperando que ela fosse de acrílico e transparente cobrindo todos os dentes de cima, porém ela era branca e cobria apenas os seis dentes da frente e o dentista fez na hora. Levei em outro dentista e ele me disse que aquela placa n era a miorrelaxante porque ela era de resina. O dentista que fez a placa disse que era, quem está com a razão? Desde já agradeço.

Cláudia

Uma mãe percebe que o filho pequeno não se sente bem e logo coloca a mão na testa, sente a temperatura por alguns segundos e diz: “Ele está quente, acho que está com febre!” Daí ela pede para o pai verificar e ele, de igual maneira, coloca a mão na testa do filho e sentencia: “Não acho não, está normal!”. Quem está com a razão?

Bom, para solucionar a situação acima (bastante comum), somente um termômetro, correto?

O mesmo vale para as placas oclusais. É preciso ter uma forma de medir se um determinado dispositivo colocado na boca está produzindo o efeito que o organismo necessita independente do material que está sendo utilizado. Existe um mito de longa data na odontologia que acha que tal tipo de placa produz tal efeito… mas a coisa não é assim, pois os efeitos ocorrem de maneira individual. É claro que ao variar o material, ocorre também uma variação do efeito, mas a questão é se não houver como medir, não há como calibrar o dispositivo de forma específica para cada paciente.
Portanto não se trata apenas do material, de quantos dentes a placa cobre, se é lisa ou dentada… O que importa é ter ferramentas para medir o efeito na musculatura, na mastigação e na cinemática da mandíbula para saber se o dispositivo está ou não cumprindo a função que foi definida no momento do diagnóstico do caso.

Portanto, nenhum dos dois tem razão se não estiverem medindo as mudanças biológicas que a placa produz.

A medicina desde muitos anos deu origem a escola mensurativa, onde vemos por exemplo, um médico monitorar o coração, respiração,pressão sanguínea e muitos outros dados do paciente durante um procedimento. Sem isso, qualquer abordagem ficará apenas no achismo… Há um ditado que eu gosto muito:

“Se você pode medir algo, é um fato. Se não pode, é apenas uma opinião.”
Benjamin Cardoso, Suprema Corte dos EUA.

Att.,
Marcelo Matos

Dr, a 6 anos tenho dores maxilar, minha boca ja travou 2 vezes e sinto dores de cabeça, pecoço… já fui em vários medicos eles dizem que é atm o ultimo que fui disse que pode ser neuralgia…tenho medo que seja algo grave em minha cabeça e so tenho consulta com neuro no mes que vem… aperto muito os dentes, sera que pode ser algo grave…obrigada

Luana

Vá também em um dentista especialista em DTM e dor orofacial para ter sua ATM avaliada e tirar a dúvida.

Att.,
Marcelo Matos

Bom dia Drº Marcelo,

Descobri recentemente que tenho apertamento dentário, às vezes acordava com fortes dores na região dos dentes superiores centrais. Estou percebendo nos períodos da manhã também que meus dentes centrais 11, 21 e 12 estão abrindo entre um dente e outro, logo após algum tempo que acordo eles se fecham novamente. Gostaria de saber se isso é um sintoma de apertamento nessa região? Isso pode levar a algum problema mais sério, essa mobilidade tem cura e se há tratamentos para esses casos?
Muito Obrigado pela sua atenção,

Renato

Renato, você já passou por tratamento ortodôntico?

Att.,
Marcelo Matos

Olá Marcelo,

Nunca passei por tratamento ortodôntico,

Aguardo seu retorno,

Muito Obrigado,

Renato

Renato, à priori, isso indica que sua mandíbula está sendo levada a buscar uma “nova posição” e os dentes estão se acomodando como podem. Sugiro que procure um especialista em DTM e dor orofacial para avaliar as suas ATM´s.

Att.,
Marcelo Matos

Olá Doutor Marcelo, boa tarde.

Após a cirurgia para retirada dos meus 4 cisos, comecei a sentir um estalo na lateral esquerda da minha mandíbula, mas nada que fosse recorrente e nem que me incomodava muito. Depois de alguns anos, os estalos se agravaram e comecei a sentir muita dor na região, com dores de cabeça e um certo zumbido no ouvido esquerdo. Fui a uma ortodontista, que fez o diagnóstico de DTM e me passou uma plaquinha. Comecei a usar o máximo de tempo possível ao dia e sinto menos dores e o estalo tbm não ocorre mais tão frequentemente. Mas estou achando que com ela eu aparento pressionar ainda mais os dentes e ela está me dando uma sensibilidade nos molares esquerdos. O que pode ter ocasionado esse problema (DTM)? Estou fazendo mestrado e passava muito tempo em frente ao computador, com a mão apoiada sob a mandíbula (mas já estou evitando essa mal hábito), e não sei se por causa da ansiedade e estresse que o mestrado trazem eu possa ter desenvolvido isso. O momento em q sinto mais dor é pela manhã, devido ao apertamento noturno.

Apesar da relativa melhora já observada, noto que minha mordida ainda encontra-se desviada para a direita e isso me incomoda muito por questão de estética. Nesse caso seria o uso do aparelho ortodôntico pra melhorar?

Agradeço enormemente a atenção e peço que, se possível, me indique um especialista em ATM e dor orofacial no estado do ES.

Muito Obrigada
Beatriz.

Doutor, passei a usar uma placa miorrelaxante, mas tenho sentido dor nos dentes da frente da boca. A placa não encaixa direito nos meus dentes. Será se a placa está mal feita ou é necessário um tempo para a placa se moldar ao formato dos meus dentes???

Marcelo, as duas situações podem ocorrer… Verifique com seu dentista pois, mesmo uma placa correta pode dar algum trabalho no período inicial.

Att.,
Marcelo Matos

Doutor, a placa miorrelaxante que estou fazendo uso é somente contra o bruxismo. Mesmo assim é normal o incomodo nos dentes de forma a sentir dor com o uso da placa?

OLÁ DOUTOR MARCELO, ESTOU DISPOSTO IR TRATAR COM VC EM SALVADOR, NÃO AGUENTO MAIS… TENHO UMA PEQUENA DEGENERAÇÃO ARTICULAR NA ATM ESQUERDA E MAIS UMAS COISAS NA RESSONANCIA, ONDE SINTO DORES DE OUVIDO, CABEÇA, OMBROS ETC ETC..
ACHEI UM DENTISTA COM UMA MATERIA INTERESSANTE, CONVERSEI COM ELE PELO TELEFONE E QUERIA UMA OPINIÃO SUA…. OLHA O SITE DELE.
http://www.sindromedesiderman.com.br/sindrome-de-siderman.html

O QUE VC ACHA????? SEU TRATAMENTO É MAIS OU MENOS PARECIDO?????
OBRIGADO PELA ATENÇÃO

Bruno, conheço o site, entretanto nunca vi casos tratados, fora os depoimentos que há no site, nem nenhuma outra apresentação de trabalho do colega em algum congresso nacional ou internacional. Aliás, vi apenas uma única publicação bastante superficial sobre o tema no site dele. Portanto, não tenho como tirar conclusões do trabalho do colega, nem lhe passar alguma impressão sobre o trabalho do mesmo.

O que sim eu posso lhe dizer é que faço parte de um grupo, o Ge-JAL, possui critérios muito exigentes para considerar um tratamento realmente eficiente e eficaz, por exemplo, além da melhora da dor e dos sintomas, os nossos casos clínicos precisam ter uma comprovação científica de que a ATM realmente melhorou. Isso só é possível através de técnicas neurofisiológicas bem documentadas com ressonância magnética ANTES e DEPOIS do tratamento mostrando a recuperação da saúde da ATM, como por exemplo, esse caso de regeneração total do côndilo que apresentei em um congresso: Regeneração do côndilo

Como conheço todos que fazem parte do Ge-JAL, posso dizer que ele não é do grupo e que certamente segue outros critérios de sucesso em tratamento.

Att.,
Marcelo Matos

D.r marcelo cada dia q passa meus estalos da atm ta pior . ela estala dos dois lados estou usando placa daquela mas durinha a 1 mes mas continua do msm jeito não sei oq fazer sera q se eu força muito meu queijo possa cair? ou quando mas eu força ela possa parar de estalar uma hora oq eu faço?? ou devo esperar uns meses p ver se a plaquinha resolve esses estalos ??

Dr. fiz uma plaquinha miorrelaxante pela segunda vez, pois a primeira, que era ótima, minha cachorra comeu! Mas não consegui consulta com especialista e atm e fiz com uma dentista especialista em endo, que disse que fazia estas placas. peguei a placa mas os dentes da frente não se tocam, há um grande espaço e meus lábios nem se tocam com o uso da placa… a Dra disse que é assim mesmo, mas não está surtindo efeito. Queria meu dinheiro de volta….o sr sabe como posso fazer isso?

Geisa, é melhor você conversar com sua dentista, pois pode ser que a placa precise de ajustes, ou que sua ATM tenha se modificado, etc.

Att.,
Marcelo Matos

[...] oclusão e postura, mas a que “oclusão” esses trabalhos estão se referindo? A GNATOLÓGICA! Ou seja, as más oclusões segundo as classes de Angle (como na figura ao lado) e vários outros [...]

Dr. Marcelo dentro desses casos não resolvidos vale a pena, pesquisar
também NERALGIA DO TRIGEMEO,procurando um clínico da DOR, Fazendo o exame ANGIO-RESSONANCIA que dará o resultado,pois eu sofri por muitos anos desse mau,e descobri que além disso estou com a ATM.

espero ter ajudado.

sinto dores em quase todos os meus dentes de cima, os dentes 14 15 16 24 25 e de uma forma bem mais chata o 27 dói muito. Já fiz tratamento nos dentes e também me consultei com alguns dentista, mas até agora meu problema não foi solucionado, Além disso sinto dores de cabeça, as vezes tenho febre e até dores faciais. O que pode ser ou mesmo o que devo fazer?

Oi que bom que achei esse site..Então eu fui ao dentista a mais ou menos 3 meses atrás e ele fez umas obturações em alguns dentes e dias depois meu maxilar do lado esquerdo está estralando voltei no meu dentista e ele me receitou um relaxante muscular mas não adiantou e agora além dos estalos está doendo quando abro a boca ou mastigo algo estou muito preocupada não sei o que fazer.Marquei uma consulta no posto de saúde pois estou meio sem dinheiro o que falar para médico?será se resolve este tipo de problema no posto de saúde?ou vou ter que pagar para saber qual o meu problema?e se eu for ter que usar essa plaquinha quanto custa mais ou menos?
Obs:moro em Goiás.
Obrigadoo

Dayanne, acho muito improvável você conseguir tratamento adequado para problemas de ATM em posto de saúde. ..

Muito obrigado por me responder.
é verdade não consegui fui hoje de manhã no posto médico e me mandaram procurar um dentista,vou fazer isso o mais rápido possível.Obrigado pela atenção…

Boa Noite,

Meu esposo colocou uma placa miorrelaxante inferior. Não há contato de dentes anteriores , apenas de molares. Fiquei preocupada de ocorrer extrusão, porém a dentista explicou que é uma técnica nova e que dá muito certo. Não conseguir achar nada na literatura. Alguém tem alguma opinião?

Simone, se realmente não tem apoio nos anteriores realmente existe sim a possibilidade de ocorrer extrusão dos anteriores. Neste caso é preciso saber:
1. Qual a real necessidade de tal risco;
2. Caso ocorra, como isto está previsto para ser manejado;
3. Como esse manejo será feito tanto do ponto de vista do cronograma do tratamento como do financeiro;

Tudo às claras desde o princípio é a melhor maneira de evitar problemas futuros.

At.te,
Marcelo Matos

Marcelo, como vai?
Com relação ao e-mail da Simone, a placa mio-relaxante inferior sem contato nos dentes anteriores deve ser a Placa de Gelb(Harold Gelb).Certamente que pode haver extrusão dos dentes em infra-oclusão como também intrusão dos dentes posteriores em contato com a placa quando usada por longo período. Por esta razão não recomendamos placas oclusais de contato parcial(fromt-plateau,placa de Gelb,Jig,etc.)

Abs.Milton

Tenho um sobrinho com bruxismo noturno, ao mesmo tempo ele faz tratamento ortodôntico para correção dentária (usa aparelho fixo).
Eu gostaria de saber se ele pode utilizar uma Placa Interoclusal para dormir, evitando o ranger e desgaste dos dentes dentre outras coisas, ou há alguns casos de tratamento em que há “contraindicação” à utilização da placa?
A utilização da placa para dormir pode comprometer ou retardar o tratamento ortodôntico (neste caso não deveria ser usada de forma alguma)ou, realmente, é a solução indicada independentemente se o paciente faz ou não tratamento dentário com uso de aparelho??

Att.,

Oliveira, sim, existe dispositivos interoclusais que permitem o prosseguimento da ortodontia, enquanto evita-se o desgaste de dentes. Mas isso é como um cobertor pequeno onde você cobre o pé e descobre o corpo… Resolve um problema e cria outro.

O correto mesmo é verificar: 1) a natureza do bruxismo e 2) a situação das articulações temporomandibulares (ATM). Para o primeiro item é importante estudar as vias aéreas, pois se sabe hoje que o bruxismo pode estar relacionado a problemas respiratórios durante o sono e que, eventualmente, placas que impedem (ou tentam impedir) o bruxismo, pode agravar a apnéia/hipopnéia, que são falhas respiratórias. Para o segundo item, é preciso verificar se há algum tipo de dano aos ligamentos, disco ou estrutura óssea da ATM, pois se houver é preciso resolver isso ANTES de usar aparelhos ortodônticos. Como já está usando, é mais importante ainda saber o que se passa na ATM.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Boa tarde Dr.
Meu dentista disse que eu preciso usar a placa miorrelaxante e me cobra R$ 1.300,00.. esse valor é o de mercado?.. achei muito caro!

Soraia

O tema do valor cobrado por cada profissional e a forma de efetuá-lo é algo muito pessoal, que depende da formação de cada um e de outras coisas mais. Não tenho como lhe ajudar nesse quesito.

At.te,
Marcelo Matos

Olá.

Dr. Marcelo, desde outubro de 2013 estou com fortes dores no ouvido. Após fazer a ressonância magnética o laudo foi “minimo deslocamento do disco atm do lado esquerdo quando da abertura bucal” O senhor tem idéia do tipo de tratamento devo seguir. E possível reposicionar esse disco?

att

Robson

Primeiro é importante verificar se a dor no ouvido pode ser atribuída à ATM de fato.

Segundo, o tratamento vai depender basicamente de duas coisas: da escola que teu dentista segue e do nível de aprofundamento no diagnóstico. Explico:

Se seu dentista segue a escola gnatológica, é possível que ele pense em usar placas de reposicionamento anterior para “recapturar” o disco.
Se seu dentista segue a escola biopsicossocial, ele pode, possivelmente considerar o deslocamento do disco irrelevante, caso não haja dor.
Se seu dentista segue a escola multifatorial, ele possivelmente enxergue a necessidade de fisioterapia ou manobras clínicas.
Se seu dentista é cirurgião bucomaxilofacial é possível que lhe seja sugerido uma artrocentese ou artroscopia. À depender da situação, alguns sugerem também a discopexia, um tipo de cirurgia para colocar o disco de volta no lugar.

Já em termos de diagnóstico, sabe-se hoje que deslocamento de disco é uma ocorrência comum a várias condições patológicas da ATM, por exemplo, um disco pode ser deslocado por um traumatismo que tenha danificado um ligamento ou por uma doença autoimune ou por outras condições. Assim, um “mínimo” deslocamento, pode ter significado clínico distinto conforme for a natureza do problema, fato que irá implicar tratamentos diferentes para cada nível de diagnóstico…

Atenciosamente,
Marcelo Matos

OBS: O deslocamento do disco ocorre com redução.

Boa noite, Dr. Marcelo!

Sofro de DTM há alguns anos… Há uns cinco anos consultei um dentista que me indicou uma placa para uso noturno. Usei a placa durante um ano, mais ou menos. Fiquei bem melhor na época. Entretanto, há mais ou menos um ano senti os sintomas novamente e como eles tem se intensificado resolvi consultar um especialista novamente. Ele me solicitou raio-x e tomografia da atm, com a boca aberta e fechada. Diagnosticou que possuo um subluxação, com leve aplanamento na cabeça da mandíbula devido ao desgaste ósseo. Ele me indicou, então, uma placa na arcada inferior para usar o tempo todo, durante o dia e a noite. Comecei a usá-la há uma semana, mas como ela estava atrapalhando a fala resolvi não usar no trabalho, só em casa. Nos dois primeiros dias me senti bem, mas a partir daí comecei a sentir um desconforto enquanto estava com a placa e fores dores de cabeça enquanto estava sem ela. No quarto dia comecei a sentir fortes dores no pescoço, ficar tonto e perder o equilíbrio. Como fiquei bem pior do que antes, resolvi parar de usá-la. Agora, depois de dois dias sem usar, já estou me sentindo melhor, mas ainda tenho dor para mastigar e um pouco de tontura. Dr., isso é normal? É comum esses sinais no início do tratamento. Sempre leio que o efeito inicial é o alívio e não a piora. O senhor acha que a placa pode ter algum problema? Ela é diferente da que usei da primeira vez (não sei o nome dos tipos das placas). A primeira tinha a superfície lisa, essa não; ela tem tem a impressão do relevo dos dentes na parte superior. Volto amanhã no dentista, mas estou receoso. Será que vale a pena consultar um segundo profissional?
Gostei muito da abordagem do trabalho do senhor. Tem algum profissional para indicar em São Paulo?
Obrigado!

Leandro, pode acontecer sim dos sintomas agravarem nos primeiros dias, mas isso tem de ser acompanhado de perto pelo profissional, pois tanto pode ser parte do processo de adaptação como pode ser problema na posição da mandíbula que a placa mantém.

Infelizmente, em São Paulo, não tenho ninguém para lhe indicar.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Olá
Dr. Marcelo Matos, observei que as placa Miorrelaxante são confeccionada tanto no arco superior, como inferior, gostaria de saber se existe alguma diferença? Agradecida.

Isadora, eu não trabalho com placas Miorrelaxantes…

Comente sobre este assunto

Notifique-me sem que eu precise comentar: