Botox no tratamento das disfunções da ATM

Botox e disfunção da ATM

Botox é uma toxina.

Isso mesmo, o botox é uma substância que LESIONA tecidos. Mas como diz o ditado popular a “diferença entre o veneno e o remédio é a dose.“,  neste caso, não só a dose como a forma de uso também.

A toxina botulínica é um bloqueador neuromuscular, ou seja, ela interrompe a comunicação entre o músculo e o nervo fazendo com que o músculo deixe de funcionar. É essa propriedade que levou seu uso às clínicas estéticas, pois ao ser aplicado sob a pele, a toxina lesiona a placa motora dos músculos,  impedem que esses contraiam e evita que as rugas se formem e a pessoa fica com um aspecto facial mais liso.

Também é utilizado em várias outras situações médicas mas, para tratamento de disfunção da ATM, o seu uso é muito restrito e, em muitas situações, não faz o menor sentido do ponto de vista da correção do problema.

Para se ter uma idéia, até o momento em que foi escrita esta matéria, nem o FDA americano, nem a Anvisa brasileira aprovaram ainda o seu uso para DTM, veja o que diz o Instituto Nacional Americano de Saúde a respeito disso:

(…)  Used in small doses, Botox injections can actually help alleviate some health problems.  The Food and Drug Administration (FDA) has approved Botox for the treatment of certain eye muscle disorders, cervical dystonia (neck muscle spasms), and severe underarm sweating, as well as for limited cosmetic use.  Botox has not been approved by the FDA for use in TMJ disorders (…)

Tradução:

(…)Usado em pequenas doses, injeções de botox podem ajudar a aliviar certos problemas de saúde. O FDA (nota da tradução: o equivalente à Anvisa Brasileira) aprovou o botox para tratamento de certas desordens musculares dos olhos, distonia cervical (espasmos cervicais), sudorese (suor) excessiva da axila e também para alguns usos cosméticos. Botox não foi aprovado pelo FDA para uso em desordens da ATM (…)

Mas porque há profissionais utilizando?

Porque têm como objetivo, apenas,  eliminar a dor dos músculos do paciente. Como o botox é capaz de cortar ou diminuir substancialmente a comunicação entre o nervo e o músculo, essa diminuição da dor é possível e o paciente acaba por se sentir muito melhor. Entretanto, esse alivio da dor é seguido de uma alteração muscular cada vez maior. Os músculos mastigadores acabam por entrar em hipofunção (atividade abaixo do patamar de normalidade)  acarretando prejuízos que, eventualmente, podem se tornar permanentes, uma vez que  estudos tem demonstrados que isso gera sequelas na estrutura muscular.

Nesses casos, quando a dor retornar (e provavelmente ela irá retornar), a disfunção da ATM se tornará cada vez mais incontrolável e menos responsiva aos mais diversos tratamentos.

Fique esperto, não deixe a ansiedade causada pela dor te levar a um tratamento assim!

Atenciosamente,

Marcelo Matos



Comentários postados (30)

O problema, Marcelo é que isso só começa a fazer sentido depois que vemos os resultados das eletromiografias de pacientes alterados muscularmente, nas quais, ao contrário do que se pensava, o que se tem é uma hipofunção e não uma hiperfunção. Certamente que a toxina botulínica alterará ainda mais a função dos mm. mastigatórios. Mas a maioria dos especialistas que tratam das DTMs no Brasil não seguem, infelizmente, a linha de estudos do Prof. Learreta. É uma pena. Sinto que deve-se mover uma montanha nesse sentido para que os nossos pacientes possam ser tratados cientificamente e não com base em achismos. Abraço e sucesso!
Vinícius Vardiero

Olá Vinícius!

É bom tê-lo por aqui!

Bom, na verdade não depende de eletromiografia não… Depende de raciocínio lógico com base nas máterias básicas, especialmente: histologia, histopatologia e neurologia.
Tudo está aí, publicado. Muitos trabalhos mostram como funcionam os mecanismos biomecânicos e neurofisiológicos que regulam não só a ATM mas como outras articulações também, mas infelizmente, poucos os lêem.
Muitos especialistas restringem o conhecimento ao que podem fazer ao invés do contrário.
Insistir com medicações “miorrelaxantes” e outras tentativas de diminuir a atividade muscular, quando o paciente segue sem ter resultados positivos, é não parar para pensar em mecanismos básicos de funcionamento neuromuscular. Um simples exame físico, sem eletromiografia e sem mais nada é capaz de evidenciar isso, mas tem de saber o que se está procurando.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

As DTM devem ser tratadas com embasamento científico. É fisiologia pura, é ciência. Sendo assim não há como inventar tecnicas ou adotarmos um “guru”, como em outras áreas da odontologia, e aí seguirmos fielmente o que Ele diz. Com isto reforço a abordagem muito bem feita do Marcelo Matos pois em ciência cada um, com suas pesquisas e achados, vai construindo uma conclusão. Isto é evidência científica, composta por vários pesquisadores. A melhor escola p/ DTM é http://www.pubmed.com (pesquisar artigos em ingles somente.

Olá Walter!

Concordo plenamente contigo, as DTM´s precisam ser tratadas com base nas melhores evidências disponíveis e, atualmente com as facilidades da internet, os maiores bancos de dados do mundo como a Medline, LiLACS e a biblioteca Cocchrane se encontram disponíveis para todos aqueles que desejem se aprofundar no tema, basta acessar a PubMed, Bireme ou mesmo a Scielo e muita coisa poderá ser aprendida.
Também vale à pena interagir com vários colegas e pesquisadores nos congressos e eventos da área para discutir os diferentes pontos de vista e construir seu própio saber.
É isso aí, Walter, obrigado por postar por aqui!

Atenciosamente,
Marcelo Matos

quando vc traduz esse artigo da fda, devemos pensar o seguinte desordens da articulacao. claro e obvio que nao deve ser injetado botox dentro da atm. agora nas dtms com fatores musculares dores faciais de BELL, que confundem os dentistas no diagnostico, o botox e maravilhoso resolve os problemas dos pacientes a anos. antes de divulagar algo desse tipo cuidado com as explicacoes. botox e indicado para musculos e a mastigacao so existe devido aos musculos que estao com problemas na disfuncao. vc ja ouviu falar trigger points miofasciais. vc precisa se atulizar mais sobre esse assunto antes de divulgar so a parte que lhe interessa. Dr. Joao Baptista Ilha cirugiao maxilo facial mestre em medicina usp-sp. menbro da sociedade brasileira de cirurgia cranio facial

Olá João

Você escreveu: “(…) o botox e maravilhoso resolve os problemas dos pacientes a anos (…)”

É “maravilhoso” no quesito MASCARAMENTO DA DOR e acho perfeitamente plausível seu uso nos casos em que não haja outra forma de tratamento (ou quando outras opções sejam mais invasivas que a toxina botulínica), afinal o paciente precisa ter algum tipo de alívio, não é verdade?! Mas a questão é que quando se trata de disfunção decorrente de patologia da ATM, o botox não irá corrigir os aspectos neuromotores e neurofisiológicos que estão relacionados ao problema. Irá apenas impedir a contração muscular.

Isso nos leva a outra questão: O que é o que você considera “resolver” o problema?

Se “resolver” é apenas melhorar a dor, a morfina e seus derivados também o fazem, no entanto também NÃO trata nem corrige as alterações patológicas da ATM. Por esse e outros motivos que eu não utilizo medicações para tratar desordens da ATM, uma vez que há outros recursos melhores.

Isso não quer dizer que a toxina não possa ser utilizada na odontologia. Por isso logo no começo do texto eu mencionei o ditado popular: ” a diferença entre o veneno e o remédio é a dose” e ainda completei: “(…) neste caso, não só a dose como a forma de uso também.”. Se existe uma situação de movimentos espasmódicos e/ou dor neuropática é, sim, possível que seja utilizada. No entanto, nenhuma dessas situações se referem propriamente às disfunções e patologia da ATM.

Você escreveu: “(…) antes de divulagar algo desse tipo cuidado com as explicacoes.”

Exato! Por isso divulguei com base na recomendação do FDA americano. Se ele mudar de posição quanto a esse tema, terei o maior prazer em divulgar também. Quanto às explicações, estão todas condizentes com o conhecimento científico atual a respeito do tema, por exemplo, os danos às fibras musculares causados pela toxina botulínica tem sido extensivamente demonstrado através de estudos como este que mostra que a capacidade de reparação das placas motoras ficam diminuídas, especialmente em idades mais avançadas. Portanto, em situações em que reduzir a capacidade muscular seja necessário, pode ser que haja aplicação para o botox, mas também não é o caso das disfunções e patologia da ATM.

Você escreveu: “(..)botox e indicado para musculos e a mastigacao so existe devido aos musculos que estao com problemas na disfuncao.”

Isso é uma falácia. Se os músculos estiverem em hipofunção e for aplicado o botox, que inibe ainda mais a atividade muscular, O PROBLEMA SE AGRAVARÁ! Nesse sentido, apenas estaria indicado o uso do botox se houvesse uma HIPERfunção e fosse necessário desativar algumas fibras… Mas advinhe?! Desde 1991 que Lund et al já haviam publicado uma revisão a respeito do fato de que dores musculares não estão relacionadas a uma hiperatividade, veja a conclusão do trabalho:

“(..) It was concluded that the data do not support the commonly held view that the pain of these conditions is maintained by some form of tonic muscular hyperactivity. Instead, it seems clear that in these conditions the activity of agonist muscles is often reduced by pain, even when this does not arise from the muscle itself.”

Tradução:
“(..) Concluiu-se que os dados atuais NÃO dão suporte ao pensamento comum de que a dor dessas condições (nota da tradução: o autor se refere às dores musculares) são mantidas por alguma forma de hiperatividade muscular tônica. Ao contrário, está evidente que nessas doenças, a atividade dos musculos agonistas está normalmente REDUZIDA durante a dor, mesmo quando não é oriunda do próprio músculo.”

Assim, João, aplicar botox nos músculo pelo simples fato dos músculos serem os responsáveis pela mastigação, não significa que vá tratar o problema muito menos corrigir as discrepâncias musculares ao ponto de reestabelecer a neurofisiologia. Aliás justamente pelo motivo que você descreveu, é que danificar os músculos com o botox, pode provocar mais problemas à saúde da mastigação.

Você escreveu: ” (…)vc ja ouviu falar trigger points miofasciais.”

Sim, já ouvi. E há muitos métodos de desativação de trigger points menos invasivos que a toxina botulínica e tão bons quanto.

Você escreveu: ” (…) vc precisa se atulizar mais sobre esse assunto antes de divulgar so a parte que lhe interessa.”

É, eu concordo. Eu sou mesmo um eterno aprendiz e, admito, estou mesmo sempre me atualizando mais e mais. É por isso que tenho tantas referências para indicar. Dever ser por ser um profissional desatualizado que publiquei um artigo na Cranio: The journal of the craniomandibular practice intitulado: “ Current diagnosis of temporomandibular pathologies” considerado um dos melhores artigos do ano (2009) pela American Academy of Pain Management e indicado no newsletter da mesma entidade. Um outro artigo sobre o funcionamento muscular já foi aceito e deve sair ainda este ano. Participo de todos os congressos da Academia Americana de Dor Craniofacial – AACP, tendo participado do comitê científico da última edição que ocorreu em Porto Alegre em outubro de 2010. Tenho recebido diversas premiações em eventos internacionais, por trabalhos apresentados na área de patologia da ATM (em 2008 no Chile, 2009 no Paraguai, 2010 em Salt Lake City, EUA… dentre outros). Certamente eu devo estar muito desatualizado.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Marcelo, faço das suas palavra as minhas!!!
Esse reposicionamento diante de um tema como esse é só uma amostragem que serve como pano de fundo para uma análise maior do pedestal clínico – científico em que a escola neurofisiológica fundamentada pelo professor Learreta tem à atingir, certamente muitos temas relevantes estão em curso e estarão por vir. Cadê João Batista? Cortaram a sua cabeça?

Dr. João Batista, sofro com bruxismo e briquismo de apertamento há aproximadamente 1 ano. Já quebrei 7 dentes, dois consegui restaurar com tratamento de canal, os 4 sisos extrairei no próximo dia 12 deste mês, e tenho um dente da frente trincado de cima em baixo. Sofro com as dores, e essa semana tive que tomar morfina para aliviar os sintomas. No dia 12 também farei um desvio de septo, sinusectomia transmaxilar e tubinectomia unilateral, que segundo os médicos que me atendem também influenciam na disfunção da ATM que influenciam nos sintomas do bruxismo. Uso placa 24 horas por dia, quebro as placas com os dentes. E, fui orientada a fazer o tratamento com botox para aliviar os sintomas. É viável?

Bom dia ,

Tenho problemas sérios de ATM, e tenho vivido meses horríveis de fortes dores. A causa da minha ATM é uma lesão ossea que tive ao cair da cama aos nove meses , porém só vim descobrir agora.
Há 15 dias fiquei internada por 8 dias sob remédios frtissimos para dor ( morfina e tramal) e mesmo assim minha dor persistia, até que o médico que esta me tratando disse que fariamos aplicação de Botox para diminuir a dor e podermos darmos andamento ao tratamento.
Bem, a aplicação é muito dolorosa, achei que eles estavam fazendo a cirurgia em si, e após isso tenho me recuperado, mas dizer que a dor sumiu não é verdade, ele menimizou um pouco, mas continua no meu dia-a-dia.
Não sabia nada a respeito e por isso resolvi procurar algo a respeito, não sabia que não era aprovado cientificamente.
Sóa para esclarecer , sou paciente cirurgica, o médico que esta acompanhando meu caso é categorigo em relação a isso,mas não quis fazer a cirurgia ainda, preferindo essa aplicação.
Agora estou na fase onde estou fazendo exames ortodonticos ( após o botox a abertura da boca aumentou um pouco) e por isso foi possível o xame. Pelo que entendi primeiro temos que avaliar as condições da minha arca dentaria e depois sim partimos para a cirurgia;
Uma coisa digo, nunca pensei que esse problema causasse tanto sofrimento e que fosse tão demorado sua cura.
Gostaria que me falasse sobre a aplicação que recebi, será que foi inutil ?
Pode me causar algum problema ainda maior?
Obrigada!
Abraços.

Oi, Meu nome é Sandra tenho um poblema de musculação no pescoço e nos olhos.Meu medico me sujiriu toma o botox estou com um serto medo
pois me diceram que em alguns casos tem uma certa reação.vou toma dia 20 de fevereiro, estou preucupada com as reações grata Sandra do RJ

Sandra

Converse com seu médico ou dentista a respeito dos riscos e benefícios reais em seu caso. Além disso é importante que você saiba que o botox não “se toma”, como se toma um comprimidido ou um xarope. O botox é aplicado com uma seringa nas áreas que se deseja desativar um músculo.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Boa tarde!!!
Há uns dez anos, fiz uma cirurgia ortognática (avanço de mandibula).
Como eu tinha muitas dores de cabeça, procurei um neuro, depois um dentista e fui aconselhada a procurar um ortodontista.
Usei aparelho por uns dois anos e o dentista me indicou um bucomaxilo pra melhor avaliação do meu caso.
A indicação foi a cirurgia e a colocação de pinos e placas de titânio.
Fiz a cirurgia e do pto de vista odontológico e médico, ficou perfeita.
Usei aparelho por mais ou menos 2 anos e depois tirei.
Passado alguns meses, comecei a ter dores na atm e mais de um lado do que do outro.
Por fim, faz 10 meses desde que tive meu filho e desde então, venho sentindo uma dor muito forte e chata na atm do lado esquerdo que chega a dor meu ouvido.
O meu buco me aconselhou então a fazer a aplicação do botox, uma vez que já fiz uso de sirdalud e nimesulida ums três vezes e não resolveu.
Lendo sua matéria, fiquei com muito medo de fazer essa aplicação.
O que devo fazer então???
Obrigada
Tanny

Tanny

A questão é que assim como os medicamentos que você já tomou, o botox vai atuar apenas no SINTOMA DOR e não no problema que está por trás da dor. Isso pode acarretar ainda outros problemas, dentre eles o agravamento da situação caso haja algum tipo de processo patológico internamente na ATM, pois sem a dor, que é o sistema de alerta do corpo, a articulação pode ser forçada além do que deveria e piorar o problema a longo prazo.

O principal é decobrir o por quê da dor através de um diagnóstico diferencial adequado e aí então verificar que tipo de tratamento precisa ser feito.

Um detalhe: se eu entendi corretamente o seu texto, a cirurgia e a ortodontia foram feitas com a proposta de resolver a dor, correto? Bom, esse é um ponto que sempre repito aqui no blog: Cirurgia ortognática e ortodontia não trata as doenças próprias da ATM…

Isso não quer dizer que um paciente de disfunção e patologia da ATM não possa fazê-la. Pode. Mas por motivos dentofaciais (deformidades, por exemplo) que NÃO É A MESMA COISA de tratar a ATM. Ou seja, se ATM já tiver sido tratada através de procedimentos próprios para tratamento de patologia da ATM e estiver saudável, com quadro de dor controlado e tiver sido descartado qualquer problema sistêmico (de saúde geral), e ainda assim o paciente possua problemas ESTÉTICOS relacionado às posições dos dentes e o tamanho dos ossos maxilares, AÍ SIM pode e deve fazer uma cirurgia ortognática e complementar com a ortodontia.

Quanto ao que você deve fazer agora, sugiro procurar um profissional que tenha bastante experiência em patologia da ATM e que possa avaliar cuidadosamente a natureza da situação que você se encontra no momento e se é possível entrar com alguma técnica conservadora de correção do problema na ATM.

Note que estas recomendações que faço são baseadas em minha experiência pessoal e também na posição oficial de entidades internacionais relacionadas à ATM, bem como a posição oficial dos especialistas brasileiros em dor orofacial e disfunção da ATM:

Recomendações internacionais quanto às cirurgias da ATM
Termo do 1º Consenso em Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Boa tarde Dr. Marcelo!!!
Gostaria de agradecer pela resposta e já encaminhei algumas perguntas ao meu buco, podendo assim, tentar esclarecer mais a respeito da aplicação do botox.
Pedi tbém, a possibilidade de se fazer mais alguns exames específicos, pra tentar esclarecer o pq dessa dor.
Obrigada novamente.
Tanny

[...] Infiltração de anestésico ou outras substâncias como, por exemplo,  o botox. [...]

[...] São pacientes que trocam bastante de dentista, fazem muitas placas e agora, com a moda do botox, estão sendo tratados com essa substância, que pode até trazer um alívio temporário, mas não [...]

Bom dia ,achei interessante seu artigo ,porem fiquei mais confusa.Eu estou com um problema na atm ,fiz ressonancia e o diagnostico foi:deslocamento antero lateral redutivel dos discos articulares hipermobilidade condilo bilateral simetrica.estou tratando desde março com uma dentista especialista em atm ,ela fez uma placa anterior para eu dormir e recomendou fisioterapia .Eu ja fiz mais de vinte sessoes de fisio usei a placa e não obtive nenhum resultado os estalos não param .Essa semana tinha resolvido procurar um cirurgião plastico para tentar o butox .Me dê uma luz .Obrigada!

Andreia

O “deslocamento de disco” não é o diagnóstico, é apenas a descrição de uma lesão estrutural da ATM. É preciso saber ainda o que provocou essa situação para estabelecer um tratamento adequado. Por exemplo, as sessões de fisioterapia podem ajudar bastante a melhora das dores e até a questão da mobilidade, no entanto nada faz no sentido de recurar a saúde do disco, ou seja, fazer o disco retornar ao lugar correto. Aliás, é preciso avaliar o estado do mesmo, pois as vezes não é possível recuperá-lo, mas dá para fazer funcionar melhor.
O botox, apenas irá esconder a dor temporariamente, enquanto a doença segue progredindo…

Att.,
Marcelo Matos

Bom dia,

Resolvi hoje pesquisar sobre a ATM e de certa forma, fiquei um tanto desanimada ao ver que tantas pessoa sofrem como eu com esta disfun são. Coloquei aparelho a quase 03 anos para corrigir mordida cruzada. Sofria de muitas dores de cabeça e dores musculares, pescoço, ombro e braço direito. Com a colocação do aparelho as dores de cabeça sumira, mais as dores musculares não. Sinto como se estivesse sempre inflamado a região da articulação (somente no lado direito) e sofro com dores no ouvido e as dores musculares que são costantes. Já apliquei butox nos pontos do bruxismo para ver se ajudava nas dores. Segundo a minha ortodentista, relaxou os músculos, mais não sinto nenhuma melhora ou alívio na dores de ouvido e musculares. Existe alguma solução ou terei que viver o resto de minha vida com estas dores?

Estela, um dos problemas com relação a esse tema das “dores musculares” é que muitas vezes isso é tido como o problema em si, ou seja, como se os músculos resolvessem doer por geração espontânea. Se existe alguma chance de reverter ou controlar a situação, essa chance passa pelo seguinte caminho:
1. verificar se existe alguma alteração patológica da ATM por trás da disfunção;
2. verificar quais são exatamente os danos;
3. verificar o quanto esses danos afetam os diferentes planos e cadeias musculares;
4. verificar se há alterações estruturais dos maxilares que mantenham essa condição;
5. caso as anteriores sejam confirmadas, elaborar um tratamento que possa atuar no controle do processo patológico, e restabelecer o funcionamento correto da ATM.

Além disso, se há bruxismo é também importante avaliar as vias aéreas, pois, quando elas estão comprometidas, muita coisa do metabolismo, incluindo a parte muscular, fica bastante alterada.

Converse com sua dentista sobre isso.

Att.,
Marcelo Matos

Dr. Marcelo tenho tremores ou piscadelas no lado esq. da face estou em tratamento desde 2008 com vários médicos Neurologistas de Salvador e Rio de Janeiro. já fiz aplicação de botox por 03 vezes, até o momento não tive êxito. estou faz. um tratamento com um dentista, em Barreiras – Ba. Foi ele quem me conseguiu seu nome e tel.Um Otorrino já diagnosticou disfunção de ATM. há 04 anos mas ainda não fiz tratamento para esse fim. Gostaria de uma opinião sua a esse respeito. Obrigada. Cleide.

Antônia, tremores e piscadelas não são sintomas típicos de disfunção da ATM não. Tenha cuidado com as decisões terapêuticas pois como problemas na ATM são frequentes, você pode ter ambos e um não estar relacionado ao outro. Isso pode ser meio confuso às vezes. Qual o diagnóstico de sua disfunção da ATM?

At.te,
Marcelo Matos

Dr. Marcelo, procurei um dentista especialista em ATM que receitou botox. Não aceitei pois em várias pesquisas fui desencorajada. O sr, pode indicar um profissional em BH que atue na sua linha? Atualmente estou tratando com acumputura. De dor diária, passou a cada 3 dias. Como ainda não fiz 15 sessões, a médica que aplica a acupuntura disse que é cedo para avaliar se o processo inflamatório será curado. Desde já, obrigada!

Cláudia de BH

EM BH não há nenhum dentista que siga a mesma linha que eu, embora hajam vários especialistas em DTM inscritos no conselho de odontologia de seu estado.

Atenciosamente,
Marcelo Matos
(71)3248-4434

Dr.Marcelo
meu nome é Élida tenho 27 anos, gostaria de explicar o meu caso e pedir sugestões para tratamento já que foi me posicionado 2 tipos diferentes onde estou confusa e agora fiquei mas ainda com a posição do “botox”.
Tenho problemas na ATM a muitos anos, usei aparelho ortodôntico por 09 anos para correção de mordida cruzada, porém não corrigiu e estou com muito dor na ATM gerando um desconforto enorme diário, tirando toda a minha concentração para estudos e trabalho. Durante o sono faço apertamento dos dentes e também rangimento.

1° Buco-maxilo-facial 1° passo tirar o aparelho para tratamento com plano noturna.

2° Especialista em reabilitação tratamento com dentes de porcelana.

3° Outra opinião Dentista tratamento com Botox e recolocação do aparelho ortodôntico já que a causa raiz é a mordida cruzada.

Peço ajuda pois não sei mas a quem recorrer e as minhas dores vem aumentado.

Aguardo retorno!

Élida

1º SE, e repito: “se” a placa noturna for colocada, como ela será controlada, medida e testada?
2º SE realizar a reabilitação em porcelana, que não é nada barata, e os dentes começaram a quebrar com o rangido? Como saber qual é a posição correta dos dentes se encaixarem? Está levando em conta as necessidades da ATM?
3º Se a causa raiz NÃO FOR a mordida cruzada??? E se esta já for parte das consequências? Se for apicada a toxina botulínica (“Botox”) para cortar a comunicação entre os terminais nervosos e o músculo (pois essa é a ação do botox), desligando o músculo, quando o que precisa é que eles funcionem corretamente?

São apenas insights para refletir.

Sugiro que leia aqui:
Dúvidas sobre ortodontia, cirurgia e placas oclusais para tratamento de disfunção da ATM
Tratamento das disfunções da ATM: abordagens convencionais
Linhas de tratamento da ATM
Existe outras formas de tratamento que partem de um diagnóstico diferencial mais aprofundado, que foi o tema de uma palestra on-line que fiz há algum tempo cujo exemplo de tratamento é um caso bem sério de necrose da ATM. Dê uma olhada aqui:
Palestra on-line

Ola Dr tenho uma fibrose rara no pescoco há 12 anos que m impede de abrir a boca, isso mesmo, não abro a boca desde os meus 17 anos, isso m tras varios problemas, porem não sinto dor alguma, e agora vão tentar o botox, tdo tentativa, vivia a base de corticoides, apos radioterapia no local, consegui tirar a prednisona, é um pseudotumor inflamatorio. É mto raro, sem dor, mas isso esta acabando comigo, não tenho mais vida social, o que o sr acha nesse caso?? Fa¢o tratamemto no HC de Rib Preto.

Priscila, não tenho experiência em casos como o seu… Seria leviano opinar assim.

Atenciosamente,
Marcelo Matos

Gente estou muito na duvida. Tenho um desgaste significativo na ATM a dias tomando relaxante muscular. Estao querendo que eu faça o uso do botox . Porem estou com muito medo…

Poliana, o botox “desliga” ainda mais os músculos que estão doendo… O que precisa ser feito é a identificação do que causou o “desgaste” e um tratamento para recuperar ou controlar a lesão e os efeitos que a mesma provoca nos músculos.

Atenciosamente,

Comente sobre este assunto

Notifique-me sem que eu precise comentar: